Ponta Delgada, a capital da ilha de São Miguel, a maior ilha dos Açores, é uma excelente base de exploração (e com imensas opções onde ficar) devido à sua localização estratégica, permitindo-lhe chegar a qualquer ponto da ilha de São Miguel com relativa facilidade. Para além de ser uma excelente “base”, vale a pena passar um ou dois dias a explorá-la e passear pelos seus edifícios, praças, mercados e, acima de tudo, deixar-se conhecer pelo seu encantador povo, sem pressas. Ponta Delgada é também onde se concentra a maioria das ofertas gastronómicas da ilha, pelo que há muitas opções para um saboroso jantar a uma curta distância do seu alojamento, antes de ir para a cama depois de um dia completo na ilha. Também aqui, na capital, pode fazer uma das atividades mais procuradas nos Açores, a observação de baleias, onde, com sorte, poderá ver vários golfinhos, baleias e cachalotes no seu habitat natural. Neste guia dizemos-lhe tudo o que pode (e deve) visitar e fazer em Ponta Delgada, onde ficar e, claro, os restaurantes de que mais gostamos, para tornar a sua viagem tão maravilhosa como foi a nossa.

Informação prática para visitar Ponta Delgada

Moeda: Euro

Idioma: Português

População: 67.000 (em 2021)

Orçamento diário: A partir de 70 euros/dia por pessoa (aprox.) entre voos, aluguer de carro, alojamento privado para duas pessoas (opções mais baratas) e refeições.

Clima: Sem dúvida a melhor altura para visitar Ponta Delgada e São Miguel é, em geral no Verão devido às melhores temperaturas do ar (e da água do mar nas praias e piscinas naturais) e à menor probabilidade de chuva, embora o Inverno não seja muito frio (temperatura média de 18º) mas tende a chover mais. A Primavera e o Outono são outras boas opções para visitar a ilha, aqui dizemos mais (com uma tabela com o tempo e dias de chuva por mês). Em qualquer caso, o tempo em São Miguel (e nos Açores em geral) é muito variável, pelo que não há garantias em qualquer altura do ano (diz-se frequentemente que se pode ter as 4 estações do ano num só dia).

Alojamento: Ficámos no Ladeira Loft com vista para o mar (a partir de 60 euros/noite), no centro, mas existem várias opções para todos os gostos e orçamentos em Ponta Delgada. Há opções mais baratas como o Nook Hostel (a partir de 40 euros/noite) ou a Holy Cow (a partir de 50 euros/noite); o mítico Hotel do Colégio (55 euros/noite) numa das principais ruas da capital; a Casa da Graça (70 euros/noite) e o Armazéns Cogumbreiro (a partir de 75 euros/noite) ou algo mais refinado como o Hotel Azor (130 euros/noite) com quartos incríveis com vista para o Atlântico. Mais alojamento em Ponta Delgada aqui

Duração: Mínimo 1 dia para conhecer a capital, recomendado 2 dias se se investir uma manhã inteira na atividade de observação de baleias (whalewatching).

Voos: Há voos diretos de Lisboa e do Porto para Ponta Delgada (com Ryanair, Tap ou Sata). O ideal é ser flexível com as datas e utilizar sites de comparação de preços como Skyscanner e Kiwi.com.

Transporte: Em Ponta Delgada pode chegar à maioria dos lugares a pé, embora a melhor opção para explorar o resto da ilha seja alugar um carro. Fizemo-lo com a Autatlantis e adorámos: carros novos e a melhor política de franchising. Encontre o seu carro alugado ao melhor preço neste site de comparação DiscoverCars. Mais informações sobre como circular aqui

Fuso horário: UTC +0. A hora no arquipélago dos Açores (Portugal) é de menos uma hora menos que em Portugal Continental.

O que visitar e fazer em Ponta Delgada

Embora não seja a nossa cidade açoriana favorita (Angra do Heroísmo, na Terceira e Horta, no Faial, ganharam os seus lugares como favoritas do arquipélago) porque nos parece ser uma cidade pouco pensada à escala humana (os carros são os protagonistas incontestáveis da cidade, onde vários passeios carecem de largura para caminhar e explorar), o seu belo centro histórico, os fantásticos restaurantes e as vistas do Atlântico significam que mesmo depois de um dia cheio de caminhadas à volta da ilha, ainda se quer mais.

Muitas pessoas confundem Ponta Delgada com São Miguel: São Miguel é a ilha, e Ponta Delgada é a capital da ilha de São Miguel (onde se encontra o aeroporto da ilha, aeroporto João Paulo II de Ponta Delgada). Se procura informações sobre o que visitar e fazer em São Miguel, pode encontrar aqui o nosso guia completo sobre a ilha.

Neste mapa incluimos todos os locais de interesse em Ponta Delgada.

Mapa da cidade de Ponta Delgada

Aqui está um mapa Google Maps com todos os pontos de interesse em Ponta Delgada incluídos neste guia, inclusive restaurantes. Pode levá-lo consigo na sua aplicação Google Maps no seu telemóvel para o consultar durante a sua visita a Ponta Delgada:

Aqui está também um mapa PDF da ilha, incluindo um mapa turístico de Ponta Delgada.

Portas da Cidade

As Portas da Cidade são um dos lugares mais importantes de Ponta Delgada. Este conjunto de três arcos foi construído no século XVIII e é um dos cartões de visita da cidade. Na praça onde estão situadas, realizam-se diferentes eventos, tais como as festividades do Espírito Santo ou decorações de Natal.

As Portas da Cidade dar-lhe-ão as boas-vindas quando chegar à cidade.

Largo da Matriz e Igreja Matriz

Por detrás das Portas da Cidade estão a imponente Igreja Matriz e a praça onde se encontra, com várias esplanadas e restaurantes, Largo da Matriz. Esta praça é o centro da cidade onde há sempre uma azáfama de turistas e habitantes locais à procura de um lugar numa das esplanadas ou de passagem para um dos muitos restaurantes das ruas circundantes.

Largo da Matriz com os seus restaurantes e esplanadas

A Igreja Matriz de São Sebastião estava em renovação quando visitámos a capital e, importa referir que desde o século XVIII, quando foi criada, até ao século XX, já foi remodelada várias vezes. Destacam-se os seus pórticos manuelinos e barrocos e as esculturas em talha dourada que cobrem as suas naves, capelas e altares. Além disso, no seu interior esconde peças de arte sacra, estátuas, ouro e vestes de grande valor.

Como curiosidade, o relógio no topo da torre da igreja foi um presente de um rico comerciante de Ponta Delgada que o ofereceu à cidade no século XIX.

Igreja Matriz de São Sebastião, Ponta Delgada

Torre Sineira

A Torre Sineira, também construída no século XVIII (mais especificamente em 1724) faz parte do edifício da Câmara Municipal de Ponta Delgada. Tem mais de 30 metros de altura e 106 degraus que se podem subir para uma vista panorâmica da cidade, completamente gratuita. Ao fundo, desfrute da praça à sua frente, que é bastante fotogénica.

Igreja de São Pedro

Chamou-nos a atenção a localização da igreja, uma vez que está situada no topo de uma pequena colina com o mesmo nome. A igreja de São Pedro é do século XVIII, do período barroco português, um período visível no pórtico de entrada, nas colunas e no altar de madeira dourada. Se conseguir entrar, todas as paredes da igreja estão cobertas com pinturas, incluindo o teto.

Museu Carlos Machado

Também conhecido como “Museu Açoreano”, o museu criado pelo Dr. Carlos Machado em 1876 foi inicialmente um museu escolar para despertar a curiosidade dos mais jovens sobre a história natural, mas, pouco a pouco, despertou o interesse da comunidade científica e é, hoje, um museu interessante e completo onde se pode aprender sobre a história etnográfica e a história natural dos Açores. O Museu Carlos Machado está aberto das 10:00h às 18:00h no Verão e das 9:30h às 17:30h no Inverno. A entrada é de 2 euros e está fechado às segundas-feiras.

Ermida Mãe de Deus

Se é fã de vistas panorâmicas, vai querer subir para ver as vistas de Ponta Delgada a partir da Ermida da Mãe de Deus. Suba as escadas, caminhe pelo jardim em redor da capela e aproxime-se do painel onde poderá conhecer os locais mais próximos da ermida, bem como as suas informações geográficas e geológicas.

A Ermida Mãe de Deus esconde muita história e muitas histórias…

Para além das vistas, esta capela tem muitas histórias para contar. Embora inicialmente uma capela do século XIX, durante a Primeira Guerra Mundial, em 1915, a capela foi demolida para que não servisse de alvo para os submarinos alemães. A reconstrução começou em 1925 e estava ainda inacabada quando, em 1942, durante a Segunda Guerra Mundial , foi ocupada por tropas portuguesas para facilitar a vigilância do porto da cidade. Só em 1947 é que se completou o que vemos hoje, um eremitério do século XX de arquitetura religiosa renascentista neobarroca.

Mercado da Graça e Rei dos Queijos

Algo que gostamos sempre de fazer quando viajamos é visitar os mercados locais e também, quando ficamos num apartamento, aproveitar a oportunidade para comprar fruta e legumes locais, pelo que o Mercado da Graça em Ponta Delgada não foi diferente. Se visitar a ilha no Verão pode tentar comprar Meloa que vem da ilha vizinha de Santa Maria e ananás que são cultivados em estufas perto de Ponta Delgada, utilizando um método único no mundo.

Existe também uma loja muito especial no mercado, Rei Dos Queijos, com queijos e manteigas de todas as ilhas do arquipélago (se puder, experimente a manteiga “Rainha do Pico”, da ilha do Pico, ou a da ilha das Flores, embora esta última nem sempre esteja disponível devido à sua produção artesanal em pequenas quantidades). Também têm pão (não se pode deixar os Açores sem experimentar o Bolo Lêvedo) e outros produtos locais. Outra opção semelhante para o queijo e a manteiga é o Principe dos Queijos, mesmo no centro, do qual gostamos ainda mais.

Degustação de queijos no Rei dos Queijos.

Teatro Micaelense

Inaugurado em 1951, o Teatro Micaelense é o maior promotor cultural da cidade. Aqui pode encontrar peças de teatro, ciclos de cinema, espetáculos de dança, encontros de poesia e vários programas culturais. De facto, acolhe parte dos eventos do Walk & Talk, um dos melhores festivais de artes dos Açores, que se realiza normalmente durante o mês de Julho.

Às portas do Teatro Micaelense

Portas do Mar

As Portas do Mar são uma área recentemente construída com restaurantes, estacionamento, lojas, etc., com o objetivo de ser um ponto de paragem para navios de cruzeiro. Não é a nossa área favorita, mas se procura uma área com uma vasta gama de restaurantes, onde pode passear à beira-mar ou mesmo dar um mergulho no Verão no centro da cidade, este é o local ideal para si.

Jardim Botânico José do Canto

O Jardim Botânico José do Canto é um jardim botânico com espécies diferentes de todo o mundo e espécies endémicas, uma igreja e uma queda de água. O jardim foi iniciado pelo seu proprietário, José do Canto, no século XIX e está aberto a visitantes desde 2014 (4 euros/pessoa), das 9h às 19h no Verão (Abril a Setembro) e das 9h às 17h no Inverno (Outubro a Março).

Andar à beira-mar (entre Forno da Cal e Forte de São Brás)

Pensamos que é um bom plano caminhar a partir do centro, em paz e sossego, entre Forno da Cal e Forte de São Brás. Se preferir, pode fazê-lo de bicicleta com a aplicação Atlantic Bikes.

Caminhando depois de visitar “O Galego”,,

Perto de Forno da Cal encontrará o restaurante onde poderá provar do melhor, senão o melhor, “bife à regional” da ilha, em O Galego. Se puder, faça como nós fizemos: depois de visitar o “Galego”, nada melhor que um passeio ao centro da Ponta delgada para queimar uma pequena parte das calorias que comeu…

Rosto de Cão

Esta ilhota (embora não o seja, porque está ligada por terra e é portanto uma península) é assim chamada porque dizem que se assemelha a um cão (apesar de preferirmos ver a cabeça de um tubarão). O que é que você vê?

Se passar por Rosto de Cão com fome, não hesite em almoçar/jantar num dos seus restaurantes (O Galego, Cais 20…).

Vê aí o focinho de um cão? Somos mais como o de um tubarão…

Observação de baleias ou Whalewatching

Uma das atividades a não perder em São Miguel é o “Whalewatching” ou observação de baleias (vários cetáceos como golfinhos, baleias, cacholotes) no seu habitat, no meio do Oceano Atlântico. O mais importante é certificar-se de que vai com uma empresa que respeita as regras de sustentabilidade e proteção animal (distância prudente do barco aos cetáceos, etc.). Fiz esta atividade em Ponta Delgada a primeira vez que visitei a ilha de São Miguel em 2013 e fico arrepiada cada vez que me lembro de ver aquele gigante suave, uma baleia azul, com mais de 20 metros de comprimento, a passar pelo nosso barco, pacificamente. Mais recentemente, na ilha do Pico, tivemos a sorte de ver 3 baleias “sardinheiras“, nada menos do que a terceira maior baleia do mundo, e vários golfinhos (falar-vos-emos mais sobre isto no nosso guia da ilha do Pico). Os Açores são um paraíso para a observação de baleias e golfinhos, por isso reserve uma manhã na sua viagem para esta atividade.

Observar baleias e golfinhos no seu habitat é uma das experiências mais incríveis que tivemos nos Açores.

Reserve aqui a sua visita de observação de baleias

Em Ponta Delgada recomendamos os excelentes quartos no Hotel do Colégio ( a partir de 55 euros/noite), no Ladeira Loft (a partir de 60 euros/noite) ou nos belos Armazéns Cogumbreiro (75 euros/noite), todos bem no centro. Mais alojamento em Ponta Delgada aqui.

O que visitar nos arredores de Ponta Delgada

Muito perto de Ponta Delgada há praias, piscinas naturais, plantações de ananás, trilhos paralelos ao mar, o maior tubo de lava da ilha e até uma experiência única para os amantes de gin! Aqui estão algumas ideias de coisas para fazer perto da capital (para tudo o resto, consulte o nosso guia completo da ilha de São Miguel):

  • Praia das Milicias e Praia do Pópulo são as duas praias mais próximas de Ponta Delgada e são muito populares entre os locais devido à sua facilidade de acesso, qualidade da água e serviços. Visitámos a praia das Milicias em meados de Julho e ficámos agradavelmente surpreendidos.
Praia das Milícias
  • Lagoa: Outra opção para se refrescar no Atlântico, perto de Ponta Delgada, é Lagoa e as suas piscinas naturais. Existem duas áreas principais: o “Complexo Municipal de Piscinas” (com piscinas naturais, uma piscina artificial, piscinas para crianças e todo o tipo de serviços) e a “Zona Balnear do Cruzeiro (Poças de Atalhada)” (mais selvagem, sem supervisão, com piscinas naturais de água cristalina). Enquanto estiver aqui, não perca a oportunidade de visitar o Observatório Vulcanológico e Geotérmico dos Açores (tenha atenção, só está aberto à tarde das 14:30 às 17:30), onde poderá aprender mais sobre a atividade sísmica/vulcanológica nesta zona do Atlântico.
  • Plantação de Ananás e Ananases Arruda: O ananás é um dos símbolos da ilha (de facto o método de cultivo em estufas em São Miguel é único no mundo, em estufas de vidro, tentando reproduzir as condições climáticas de onde o fruto veio, América do Sul) por isso um passeio por uma das plantações de ananás da ilha (e provar o famoso licor de ananás) é outra grande coisa a fazer perto da capital. Pode até dar um mergulho numa piscina aquecida numa estufa de ananás no Hotel Senhora da Rosa Tradition & Nature.
O ananás, um dos símbolos açorianos
  • A Gruta do Carvão é o maior tubo de lava da ilha, com uma extensão de 1912 metros repartidos por três secções, das quais apenas a secção norte – Paim – está aberta ao público. Geologicamente, a Gruta do Carvão faz parte do Complexo Vulcânico dos Picos e tem entre 5.000 e 12.000 anos de idade. No interior pode observar uma grande variedade de estruturas geológicas, tais como estalactites e estalagmites de lava e estalactites de sílica amorfa secundária. Se quiser visitar este enorme tubo de lava do interior, é essencial fazer uma reserva (por telefone(+ 351 96 139 70 80) ou por e-mail (grutadocarvao@amigosdosacores.pt) e o preço da entrada é de 5 euros. Tenha cuidado para não o confundir com o famoso Algar do Carvão, um vulcão único no mundo que pode ser visitado a partir do interior e que está localizado na ilha Terceira (contamos-lhe tudo no nosso guia da ilha Terceira).
  • Relva: Se lhe apetecer caminhar perto de Ponta Delgada, em Relva pode caminhar por um trilho paralelo ao mar. O trilho é o PCR20SMI (folheto oficial), um trilho linear (ida e volta) de 5,5 km (3h00) onde visitará uma “fajã detritica” (as “fajãs” formadas pelo desmoronamento de parte da falésia), descendo ao nível do mar e com a possibilidade de dar um mergulho se o tempo e o mar o permitirem. Outra curiosidade deste trilho é que se pode reservar para almoçar/jantar (essencial reservar antes de ir) no Lapsa Garden, uma casa/exploração com um belo terraço virado para o mar, onde os proprietários preparam jantares privados para apreciar, por exemplo, o pôr-do-sol (mais informações aqui).
  • Se é um fã de gin, não pode perder a maior biblioteca de gin do mundo, localizada muito perto de Ponta Delgada. Nada mais nada menos do que 480 garrafas de gin. No Solar Branco, o projeto onde nasceu “The Gin Library“, encontrará um bar onde poderá aprender muito sobre gin e onde poderá provar gin tónico (pode até experimentar dois gins locais: Baleia e Rocha Negra), um pomar, onde muitas das especiarias e botânicos utilizados são cultivados, por Ali e Caroline, para criar os espetaculares gin tónicos que pode provar no seu terraço e até um alojamento local com seis unidades independentes que pode reservar aqui.

Para além de Ponta Delgada e arredores, a ilha de São Miguel esconde as mais belas lagoas de todo o arquipélago dos Açores, furnas vulcânicas fumegantes onde são feitos cozidos com aroma (e sabor) a enxofre, fontes naturais quentes no meio da natureza onde se pode relaxar e miradouros de cortar a respiração. Contamos-lhe tudo o que pode ver na ilha com itinerários específicos de 3, 5 ou 7 dias no nosso guia completo de São Miguel:

Onde ficar em Ponta Delgada

Ficámos no Ladeira Loft (a partir de 60 euros/noite), um apartamento de um quarto muito espaçoso no centro de Ponta Delgada (muito perto do mercado da Graça) e com vista para o Atlântico.

Eu a beber um copo de vinho do Pico no final do dia com a vista do nosso terraço no Ladeira Loft, em Ponta Delgada

A preços mais acessíveis, o Nook Hostel (a partir de 40 euros/noite), no coração do centro histórico, tem apartamentos com 2 quartos, quartos privados e camas em dormitório. Também entre as opções mais baratas encontra-se Holy Cow (a partir de 50 euros/noite), um albergue com quartos e dormitórios.

O Hotel do Colégio ( 55 euros/noite), um belo hotel num edifício do século XIX com piscina, no centro de Ponta Delgada, foi o hotel onde eu, a minha mãe e a minha irmã ficámos a primeira vez que visitámos a ilha, e adorámos.

O Hotel do Colegio está localizado no coração de Ponta Delgada, perto dos melhores restaurantes e bares da cidade.

Os nossos amigos Catarina e Ricardo visitaram recentemente São Miguel e adoraram ficar na Casa da Graça (quartos a partir de 70 euros/noite), um hotel gerido pela encantadora Vânia e Sergio que têm o dom de conseguir que nos sintamos em casa, em Ponta Delgada, para além dos grandes quartos (e deliciosos pequenos-almoços):

Reserve aqui o seu quarto na Casa da Graça. Foto da Booking.

Se quiser dar-se um capricho e tomar um gin tónico num jacuzzi com vista para o mar sem sair de casa, então vai querer ficar no Garoupas Inn (a partir de 175 euros/noite):

Um jacuzzi no terraço: Garoupas Inn, foto da Booking

O Armazéns Cogumbreiro era o maior estabelecimento comercial da ilha, num edifício datado de 1913, renovado, mesmo no centro, com salas espaçosas e luminosas, também a partir de 75 euros por noite.

Quarto em Armazéns Cogumbreiro, foto da Booking.

Se quiser algo mais requintado, o Hotel Octant Ponta Delgada (130 euros/noite) tem quartos incríveis com vista para o Atlântico.

Ver mais alojamento em Ponta Delgada aqui

Onde ficar noutras partes da ilha de São Miguel: experiências diferentes e caprichos para ocasiões especiais

Se quiser combinar a sua estadia na ilha com outra coisa para além da capital, aqui estão algumas sugestões diferentes para alojamento noutras partes de São Miguel, no caso de querer um par de noites especiais:

Santa Barbara Eco-Beach Resort, foto da Booking
  • Dormir em frente ao mar e desfrutar de um dos melhores pores-do-sol da ilha a partir do terraço do Sensi Nature e Spa, um turismo rural com 20 quartos, piscina exterior infinita, piscina interior, nos Mosteiros:
A piscina infinita da Sensi onde se pode apreciar um dos melhores pores-do-sol da ilha. Foto da Booking.
  • Dormir num moinho com vista para o Oceano Atlântico: no Moinho da Bibi (mínimo três noites a 100 euros/noite, Sete Cidades) ou no Moinho das Feteiras (mínimo duas noites a 180 euros/noite, Feteiras, perto de Sete Cidades):
Moinho das Feteiras, foto da Booking
  • Dormir no meio de plantações de ananás no Hotel Senhora da Rosa Tradition & Nature (120 euros/noite), perto de Ponta Delgada. 33 quartos com terraço numa propriedade do século XVIII rodeada de vegetação e, sobretudo, de ananases! Aqui pode dar um mergulho na piscina aquecida da estufa de ananás – com todo o estímulo para os sentidos que isso implica – e vários trilhos para passear após um relaxante banho ao ar livre.
Piscina aquecida no meio da estufa de ananás na Senhora da Rosa (foto do site oficial do alojamento). Reserve aqui
  • Dormir no Éden da Ilha de São Miguel (como é conhecido por alguns viajantes) Sul Villas & Spa (180 euros/noite), em Lagoa. Aqui poderá desfrutar de vistas panorâmicas do Atlântico a partir das villas, bem como da piscina exterior de água salgada:
Sul Villas & Spa: um Éden de São Miguel. Foto da Booking
Na casa de campo pode sempre beber um gin tónico diferente antes de ir para a cama. Reserve aqui.
  • Durma na Pink House se forem 4 ou 5 pessoas (de 200 euros/noite para 5 pessoas), perto de Ponta Delgada. Em baixo estão os quartos, em cima a enorme cozinha e a sala de estar:
foto de Booking
Bem-vindo ao Turismo Rural Contemporâneo
  • Dormir numa das nove suites mais exclusivas da ilha nas White Exclusive Suites & Villas em Lagoa, situada numa baía de pedra vulcânica e vestígios de arquitetura antiga açoriana (a partir de 320 euros/noite):
Consegue imaginar desfrutar de um pôr-do-sol aqui? Um dos lugares mais incríveis para surpreender alguém. Reserve aqui
  • Ou dormir no coração do Terra Nostra Park, em Furnas, e ter acesso exclusivo à piscina de águas termais a qualquer hora do dia ou da noite, algo só possível no Terra Nostra Garden Hotel (110 euros/noite):
Quarto do Hotel Terra Nostra Garden:

Restaurantes que recomendamos em Ponta Delgada

Não há falta de restaurantes e variedades gastronómicas em Ponta Delgada, desde a comida tradicional até à fusão. Aqui estão algumas recomendações de restaurantes que nos agradaram:

  • Tasquinha Vieira: comida de fusão muito boa (têm uma opção de menu de degustação de 30 euros/pessoa). O arroz que provámos foi espetacular. Pagámos 2 pratos, garrafa de vinho e sobremesa 56 euros.
  • A Tasca: opção BBB (boa, agradável e barata), mas não aceitam reservas por isso é necessário fazer fila (no Verão é normalmente longa). Na nossa opinião, é bom, mas não deixe de fazer planos na ilha para fazer fila para o restaurante, existem outras opções. Se decidir experimentar, tem de deixar o seu nome e ficar por perto enquanto aguarda que o chamem por telefone (bebemos uma cerveja enquanto esperavamos, no local ao lado, Canto do Aljube).
  • Õtaka: restaurante de fusão Nikkei. Têm vários menus de degustação (a partir de 30 euros/pessoa) ou pode encomendar à la carte. É um pouco caro, mas vale a pena se estiver à procura de uma opção diferente (procurámo-la na nossa última semana dos nossos dois meses nos Açores).
  • Alcides: um dos mais lendários restaurantes tradicionais de Ponta Delgada, onde se pode provar o famoso “bife à regional”. As reservas são essenciais. Pagámos 50 euros por dois, com uma entrada, dois pratos, garrafa de vinho, sobremesa e cafés em 2015 (não fomos lá, nesta última viagem).
  • Adega do Mestre André: Não chegámos a ir mas está na nossa lista para quando regressarmos à ilha. Só tivemos coisas maravilhosas a dizer sobre o local: os bifes e sobretudo o serviço.
  • Cais 20: também mítico em Ponta Delgada devido à sua abertura tardia. Recomendado para tapas, mariscos e peixes.
  • O Galego: compete com o Alcides e a Associação Agrícola pelo melhor “bife à regional” em São Miguel mas, na nossa opinião, é o melhor. Pagámos 42 euros por uma entrada, dois pratos, duas cervejas e dois cafés.
"Bife à Regional" en O Galego
“Bife à Regional” em O Galego
  • Mar e Serra: Um restaurante e marisqueira bem conhecido na ilha, muito bom mas tem sido um pouco abusador nos preços ultimamente.
  • Rotas da Ilha Verde (vegetariano): não conseguimos experimentá-lo mas é um dos poucos restaurantes vegetarianos da ilha e várias pessoas recomendaram-no.
  • Ta Gente: recomendado para tapas, embora os preços sejam algo caros.
  • Forneria São Dinis: pizzas muito boas num forno a lenha. Pagámos 42 euros por uma entrada, duas pizzas, uma garrafa de vinho e água.
Nuestra mesa en Fornería São Dinis, de las mejores pizzas de la isla
A nossa mesa na Fornería São Dinis, uma das melhores pizzas da ilha
  • Anfiteatro: no coração das Portas do Mar em Ponta Delgada, aqui pode saborear pratos tradicionais com toques contemporâneos preparados por estagiários.
  • Suplexio: Se estás com desejos de hambúrgueres, não procures mais. Aqui encontrará hambúrgueres artesanais e, o melhor de tudo, um bar com cerveja artesanal portuguesa. Que mais deseja?
  • Para comprar queijos: Rei dos Queijos ou Príncipe dos Queijos. Também vendem por vezes tanto manteiga de Flores (uma das melhores) como manteiga “Rainha do Pico”.
  • Raíz Bar: para uma bebida com música ao vivo. Às sextas-feiras e sábados, a partir das 22 horas, há normalmente concertos de blues, jazz, rock, folk e música africana.

Transporte: alugar um carro em São Miguel

Embora em Ponta Delgada se possa deslocar a pé à maioria dos locais de interesse, como em todas as ilhas dos Açores, em São Miguel consideramos essencial alugar um carro para aproveitar ao máximo a ilha, aproveitar ao máximo o tempo e poder visitar todos os locais recomendados no nosso guia ao seu próprio ritmo.

Alugámos o carro com a Autatlantis, tanto em São Miguel como no resto das ilhas, e tudo foi perfeito: o serviço à chegada foi rápido e eficaz, o carro (um Citroen C3) estava como novo e não tivemos problemas de todo. Praticamente todas as empresas incluem uma franquia no seguro, e a Autatlantis é uma das empresas com a franquia mais baixa (700 euros, contra 1300-1500 euros para outras empresas).

Os preços de aluguer de automóveis em São Miguel raramente vão abaixo dos 25 euros por dia e, especialmente no Verão, recomendamos que faça a reserva com bastante antecedência para evitar que os veículos ou os poucos que estão disponíveis fiquem proibitivamente caros (em alguns Verões subiram para 100 euros por dia e conhecemos várias pessoas que não conseguiram alugar um carro porque o deixaram até ao último minuto).

Se não houver disponibilidade com o Autatlantis, pode verificar e comparar outras empresas com disponibilidade para as suas datas em comparadores como o DiscoverCars. Lembre-se de verificar as condições de aluguer de cada empresa (excesso, cobertura de seguro, apólice de combustível, revisões…) e não apenas o preço.

Estacionamento em Ponta Delgada: Embora, em geral, nos Açores não tenha de se preocupar muito com vagas de estacionamento, Ponta Delgada é a excepção, como se ficasse no centro, pode não haver estacionamento gratuito disponível. Verifique quando reservar o seu alojamento para ver se há estacionamento gratuito e/ou se há parques de estacionamento públicos gratuitos nas proximidades.

É essencial alugar um carro para conhecer a ilha de São Miguel.

Outra opção se não houver carros de aluguer disponíveis, é alugar uma scooter, embora não o recomendemos devido às longas distâncias a percorrer em São Miguel e ao clima instável e mutável nos Açores.

Existe também a opção de transportes públicos em torno de São Miguel: existem 3 empresas de autocarros que ligam alguns dos pontos da ilha, pode ver aqui os horários. As ligações e frequências são bastante limitadas, mas se viajar com um orçamento baixo, pode ser uma boa opção para visitar alguns dos principais pontos turísticos de São Miguel.

Como ir do aeroporto de Ponta Delgada para o centro (e vice-versa)

O Aeroporto de Ponta Delgada (ou Aeroporto João Paulo II (PDL)) fica muito perto do centro da cidade, por isso, se não alugar um carro, é muito fácil de chegar entre o aeroporto e o centro da cidade. Aqui estão as diferentes opções:

  • Reserve um transfer: pode reservar antecipadamente um transfer com um veículo privado que estará à sua espera, à sua chegada (ou no seu regresso ao aeroporto), o preço por veículo é de 25 euros (até 4 pessoas)
  • Táxi: Os táxis estão disponíveis fora do aeroporto, e a tarifa entre o aeroporto e o centro de Ponta Delgada é de 10 euros.
  • Aerobus: O ANC Aerobus é um serviço de vaivém entre o aeroporto e vários pontos em Ponta Delgada que funciona das 07:00 às 00:00 horas. A tarifa é de 4,50 euros por pessoa (ou 6,50 euros de ida e volta). Pode ver mais informações sobre a rota aqui

Quanto custa uma viagem a Ponta Delgada, São Miguel?

Como sempre, dar um orçamento genérico é muito difícil, pois depende muito do seu estilo de viagem. O que podemos fazer é dar-lhe um guia de preços que pode utilizar para calcular o seu orçamento para a sua viagem a toda a ilha (não apenas à capital):

  • Voos: Os voos podem ser encontrados por 50 euros (ida e volta desde Lisboa) para Ponta Delgada, mas depende da antecedência com que se reserva e das datas (no Verão é mais difícil encontrar preços baratos).
  • Aluguer de carros: a partir de 25 /30 euros/dia para o carro mais barato (dependendo da empresa e do número de dias). No Verão, os preços sobem e pode ser difícil encontrar um carro a curto prazo.
  • Alojamento: a partir de 50 euros/noite para um quarto com casa de banho privada ou apartamento com auto-serviço, localizado centralmente.
  • Refeições em restaurante: entre 10 e 25 euros por pessoa por restaurante almoço/jantar

No total, como guia aproximado, uma viagem de uma semana a São Miguel com um carro alugado pode custar entre 500 e 750 euros por pessoa (com as opções mais baratas de carro, alojamento e restaurantes).

O impressionante ponto de vista da Grota do Inferno é apenas um aperitivo do que se pode ver em São Miguel. Tudo no nosso guia da ilha aqui

Apps úteis para viajar em Ponta Delgada

Recomendamos algumas aplicações que serão úteis para a sua viagem a Ponta Delgada e a São Miguel:

  • SpotAzores:(Android/iOS/Web): aqui pode ver todas as webcams em diferentes partes das ilhas para ver como está o tempo. Uma vez que o tempo é muito variável e pode estar a chover numa parte da ilha e ensolarado noutra, esta aplicação é a forma mais rápida de garantir e evitar viagens desnecessárias.Tenha atenção! A câmara da Lagoa do Fogo está localizada num ponto bastante alto, por isso, mesmo que apareça nublado na câmara, é possível que ainda se consiga ver a lagoa, do miradouro. Fomos alertados para este facto pelos nossos amigos Ricardo e Catarina, que recentemente estiveram a desfrutar da ilha.
  • Windy (Android/iOS/Web): aplicação essencial para as nossas viagens, ainda mais nos Açores. Permite-lhe ver previsões de chuva, nuvens, vento, etc. para o ajudar a planear os seus dias com base no tempo (pois há lugares que perdem muito dependendo da meteorologia). Obviamente, as previsões não são 100% fiáveis. Também mostra as webcams disponíveis
  • Google Maps (Android/iOS): é aquele que utilizamos para guardar/classificar todos os lugares para onde queremos ir/já fomos e como GPS nos carros alugados. É possível ver as opiniões de outras pessoas sobre os lugares, fotografias, menus de restaurantes, números de telefone dos lugares para os contactar, etc.
  • Maps.me (Android/iOS): aplicação semelhante ao Google Maps mas que funciona melhor offline (embora o Google Maps também possa funcionar online) e que em muitos casos tem informação que o Google Maps não tem, especialmente para trilhos. Útil sempre que vai fazer um trilho, para se orientar, descarregar o percurso a partir do site oficial dos trilhos dos Açores (clique em Downloads->GPS), etc.
Piscina termal do Parque Terra Nostra, uma das fontes termais vulcânicas naturais da ilha de São Miguel.

Dicas e recomendações para desfrutar de Ponta Delgada

  • Na atividade de observação de baleias (whalewatching) , respeitar o comportamento indicado pelo centro e ter cuidado se o centro onde fizer a observação não incluir medidas como: não nadar com golfinhos; velocidade reduzida e constante do barco e distância mínima de 50 metros do animal; evitar a presença de vários barcos num raio de 150 metros em redor do grupo de cetáceos e não ficar com o mesmo animal mais de 10 minutos.
  • Não permitir a perturbação, poluição e destruição dos habitats de nidificação das aves marinhas. Os “cagarros” são uma ave migratória que nidifica nos Açores e que na sua viagem lhe soará pelo seu canto particular de “awa awa” como se estivessem a cantar o refrão do canto “Video Killed by Radio Star“. A fim de evitar situações em que jovens cagarros são capturados ou atropelados na estrada, o Governo dos Açores promove a Campanha SOS Cagarro , que aconselhamos conhecer quando chegar ao arquipélago.
  • Nunca tente tocar ou alimentar um animal – não seja cúmplice de maus tratos a animais!
  • Não comprar artesanato feito de animais marinhos ou retirado do mar (por exemplo, dentes de golfinhos, conchas de tartaruga, mandíbulas de tubarão, marfim de cachalote, …). O comércio do marfim, atualmente o único produto valioso do cachalote, continua a ser um argumento para os caçadores. Poderá comprar artesanato local feito de materiais alternativos, tais como madeira, pedra ou marfim vegetal.
  • Respeite as outras pessoas e a ilha: não ponha a sua música alto na praia (se quiser ouvir música, use auscultadores), não deixe lixo, não atire beatas, etc. Deixe a praia melhor do que a encontrou (se encontrar plástico, apanhe-o).
  • Em algumas piscinas naturais, o banho é perigoso devido a fortes correntes. Tenha cuidado.
  • Viaje sempre com seguro de viagem: despesas médicas, roubo ou problemas com o seu avião numa viagem podem custar-lhe muito dinheiro, por isso o ideal é fazer um seguro de viagem. Usamos sempre a IATI e recomendamo-lo. Se fizer o seu seguro através deste link, obtém um desconto de 5%.
Plantações de Chá Gorreana, das únicas plantações de chá na Europa, São Miguel. Leia mais aqui

Se tudo isto é o que o espera em Ponta Delgada, imagine o que o espera em toda a ilha de São Miguel! Dizemos-lhe tudo o que precisa para organizar uma incrível viagem à volta da ilha verde açoriana no nosso guia completo de São Miguel.

Boa viagem!

Todas as fotografias e conteúdos são da autoria do Randomtrip (exceto aqueles que expressam claramente a sua fonte) e têm todos os direitos reservados.

Disclaimer: este guia contém links de afiliados e, ao usá-los, estará a dar uma pequena comissão ao Randomtrip. A si não lhe custa nada, por vezes até ganha um desconto, mas a nós motiva-nos para continuar a criar guias gratuitos tão completos como o que acabou de ler.

Gostou do nosso guia? Pode poupar e apoiar o nosso trabalho!

Se o nosso guia foi uma boa ajuda para a sua viagem, pode apoiar este projeto e poupar nas suas reservas usando os seguintes links:

  • 5% de desconto no seu seguro de viagens com a IATI
  • Até 15% de desconto na Booking.com
  • Alugue um carro ao melhor preço com DiscoverCars
  • Reserve os seus tours com antecedência e não fique sem lugar com a Civitatis
  • Encontre voos baratos no Skyscanner e na Kiwi
  • Não fique sem internet na sua viagem com os cartões SIM da Holafly até 5% de desconto (usando o código RANDOMTRIP)
  • Faça os cartões Revolut e N26, com os quais pode levantar dinheiro sem comissões em multibancos de todo o mundo

Para além disso, se quiser contribuir para a nossa criação de guias de viagem completos e gratuitos como este, existe outra forma de apoiar o nosso projeto: pode fazer um donativo (com Paypal ou cartão) e convidar-nos a um pequeno-almoço (5€), uma refeição de street food (10€) ou um jantar no destino que estamos a explorar (20€) que depois recomendaremos no guia do destino. Ou pode também fazer um donativo pelo valor que desejar. Mais info aqui

Muito obrigada pelo seu apoio, Randomtripper! Vemo-nos pelo Mundo!

5/5 - (14 votes)

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *